Após uma década, Botafogo e Fluminense revivem inauguração do Engenhão

No dia 30 de junho de 2007, o tricolor Alex Dias teve o privilégio de fazer o primeiro gol no Nilton Santos, mas Dodô marcou duas vezes e garantiu a vitória do Glorioso pelo Brasileirão daquele ano

Rio – O Estádio Nilton Santos tem um capítulo especial nos últimos dez anos do Clássico Vovô. Apesar da ligeira vantagem do Botafogo no confronto — quatro vitórias contra três do Fluminense, em 15 jogos —, o Tricolor teve o sabor de comemorar o título brasileiro de 2010 e o carioca de 2012 na casa alvinegra.

Quase uma década depois do primeiro embate no então Estádio Olímpico João Havelange, popularmente conhecido como Engenhão, as duas equipes voltam a se enfrentar hoje, às 21h45, em momentos distintos no Campeonato Carioca.

Na inauguração do estádio, o Botafogo venceu por 2 a 1; Alex Dias marcou o primeiro gol do Engenhão Márcio Mercante / Arquivo

No dia 30 de junho de 2007, o tricolor Alex Dias teve o privilégio de fazer o primeiro gol no Nilton Santos, mas Dodô marcou duas vezes e garantiu a vitória do Botafogo pelo Brasileiro numa bela festa de inauguração.

Dez anos depois, a arquibancada azul ganhou as cores alvinegras e virou a casa do Glorioso, que hoje precisa dos três pontos no clássico, vitais na disputa por uma vaga na semifinal do Carioca. Após priorizar a Libertadores, o técnico Jair Ventura volta a atenção para a Taça Rio.

“No momento que alguém decide ser treinador, ele está pressionado. Vencer é sempre bom, independentemente da ocasião e do adversário. Se tivesse vencido todos os clássicos, e tivesse perdido na pré-Libertadores, eu também estaria pressionado. A gente quer sempre vencer”, disse Jair Ventura.

Saulo está confirmado. A escalação do goleiro, de 21 anos, foi a única confirmada. Como Gatito Fernández está a serviço da seleção do Paraguai e Helton Leite voltou a treinar nesta semana após quase um mês afastado, o garoto terá a chance de estrear como profissional.

Pelo lado tricolor, a tranquilidade dita o ritmo. Campeão da Taça Guanabara no palco do clássico de hoje, o Fluminense já está garantido na semifinal do Estadual e só quer manter o bom ritmo e se recuperar da derrota para o Nova Iguaçu, com os reservas.

“Não vamos regredir. A gente não se iludiu com o título . Vamos pensar jogo a jogo. A equipe está com vontade de jogar, é cascuda”, disse o técnico Abel Braga.

O Fluminense não poderá usar força máxima. Além de Scarpa, machucado, Orejuela está com a seleção equatoriana e será substituído por Pierre. Lucas ainda sente dores musculares e somente hoje saberá se entrará em campo.

Fonte “O Dia”

Facebook Twitter Google+ linkedin email More
Copyright © Portal de Notícias e Guia Comercial de Conservatória - O melhor portal de informações e entretenimento de Conservatória